segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Era para ser assim?

Imagine por um momento que vc é Deus. Admirando a beleza e complexidade de sua criação, observa cada ser humano. Cada um com sua rotina, seus amigos, suas loucuras, seus medos e seus amores. Será que fomos longe demais? Prometeus roubou o fogo dos deuses e desenvolvemos tecnologia. Nos tornamos pessoas complicadas, cheias de traumas, manias, predileções e sentimentos.
Obviamente que esses sentimentos nos impulsionam, nos dão força nos fazem querer continuar. O amor pode nos fazer superar qualquer coisa, pode nos tornar invencíveis, e pode nos destruir também...
Mas será que tudo isso era previsto? Se existe um ser superior que nos deu o livre arbitrio, será que ele preveu que chegaríamos ao ponto de desenvolver sentimentos tão complexos?
Em nosso planeta, somos a unica raça a desenvolver sentimentos a esse nível. Será que podemos ser os unicos do universo também? E se isso for um efeito colateral da inteligência, como um pacote que não pode ser vendido separadamente?
As perguntas são muitas, e as respostas são escassas. Mas o fato é que cada um sente a vida de uma maneira diferente. Alguns sofrem o tempo todo e outros estão sempre felizes. Mas a grande maioria, não sabem o que querem, oscilando nessa gangorra de sentimentos o tempo todo. Não se pode culpar essas pessoas, a vida é apenas uma, não temos certeza do que é bom ou do que é ruim. Não temos como experimentar várias opções e escolher o melhor caminho.
Acredito que o melhor é aprender a lidar e até a se divertir com esses sentimentos, pois mesmo os ruins te trazem aprendizado. Além do mais, geralmente damos mais valor às nossas frustrações do que deveríamos.
Eu posso pensar assim pra sempre e me proteger, mas se um dia eu acordar e apenas por um instante perceber que eu estava errado, será insuportável e provavelmente morrerei...

4 comentários:

Nome: Karina Cecchinel disse...

Se eu fosse Deus estaria OU rindo muito OU chorando muito. OU ainda, nada perplexo, nada surpreendido com o “andar” das coisas no planeta Terra.

Sobre os sentimentos... Tem os que acreditam que existem sentimentos que ainda nem experimentamos, logo se sentimento vem de acordo com nossa evolução mental, ou espiritual (evolução em ambos os casos) sua linha de raciocínio faz sentido: quando diz que os sentimentos são efeitos colaterais da inteligência.

Não creio que existam pessoas que estejam sempre felizes... Elas apenas sabem disfarçar melhor a sua infelicidade, ou são mais medíocres para senti-la. OU mais sábias para compreendê-las.

Eu diria que os sentimentos "ruins" nos proporcionam mais aprendizado que os "bons", pois eles nos inquietam mais, e, portanto nos movem mais.

Gabriella disse...

"As perguntas são muitas, e as respostas são escassas. Mas o fato é que cada um sente a vida de uma maneira diferente."

Nossa! Mandou bem. :)

Bom, eu acho que tudo é muito mais complexo do que a gente pensa simplesmente se a gente inventa de pensar nisso! hehehe Às vezes é mais fácil não pensar. Sei que parece ignorante, e acho sim que a gente deve se indagar o tempo todo, mas é bom um pouco de calma... a gente não deve forçar. ;p

Ah sim, antes que me esqueça: você comentou no meu blog há alguns dias, e resolvi retribuir a visita! Volta quando quiser, viu?

Um abraço!
Gabi

Gabriella disse...

Oi, Louis!

Pois é, eu também não agüeeeento calor. Aqui em Belo Horizonte a coisa tá feia, às vezes a temperatura beira os 36ºC à tarde. É terrível. Mas agora a gente tá num tempo de chuva, então o tempo tá um tiquinho mais gostoso... Pra mim, não tem nada melhor do que um bom tempo frio! Nem precisa chover não, desde que esteja nublado e ventando já tá ótimo, não sou exigente... aoiehoauheouha

Quando atualizar o blog me dá um aviso pr'eu ler mais, viu?

Abraço,
Gabi

Mrs. Dean; disse...

se Deus nos permiti caminhar, então provavelmente podemos escolher a direção a seguir... Só sei que pensar 'como Deus', dói. Talvez nós saibamos - inconscientemente- o que fazer. Talvez quem saiba seja Ele. Talvez alguém saiba. Alguém ai quer responder?!

Gostei do texto. Gosto do Blog.
;*